Concordância entre medidas antropométricas e perfil lipídico aplicados na avaliação nutricional de crianças e adolescentes com excesso de peso.

Autores/as

  • Edili da Silva Bezerra Nutricionista pela Faculdade Pernambucana de Saúde – FPS
  • Elisandra Macêdo Lima Correia Nutricionista (Residência Multiprofissional) – Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP
  • Caroline Neves de Morais Nutricionista do Hospital Getúlio Vargas
  • Luana Carla Lacerda da Cruz Nutricionista do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP
  • Samanta Siqueira de Almeida Nutricionista do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP
  • Elda Silva Augusto de Andrade Nutricionista do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP

DOI:

https://doi.org/10.12873/423andrade

Palabras clave:

Avaliação nutricional; Criança; Adolescente; Sobrepeso; Obesidade

Resumen

Introdução: Existem diferentes métodos para avaliação do estado nutricional, porém, são escassos estudos que realizaram a concordância entre medidas antropométricas aplicadas à faixa etária pediátrica para avaliar o excesso de peso. Objetivo: Verificar a concordância entre as medidas antropométricas e o perfil lipídico aplicados na avaliação nutricional de crianças e adolescentes com excesso de peso. Métodos: Estudo transversal realizado com 84 pacientes portadores de excesso de peso com idade entre 5 a 19 anos, ambos sexos, atendidos no centro de referência do nordeste, entre janeiro de 2018 a abril de 2019. O estado nutricional foi avaliado por meio do índice de massa corporal por idade (IMC/I) da Organização Mundial de Saúde 2006/2007, circunferência do braço, circunferência da cintura e razão cintura estatura. A concordância foi medida a partir do índice ponderado kappa. Resultados: Observou-se presença de perfil lipídico alterado em todas as categorias de IMC/I. O teste de kappa evidenciou discordância significativa entre os indicadores índice de massa corporal para idade e as demais aferições antropométricas (circunferência da cintura, circunferência do braço, razão cintura estatura) com os seguintes valores: r= 0,001 (p= 0,007), r=0,102 (p= 0,021) e r=0,021 (p= 0,000) respectivamente, no grupo de adolescentes, sendo semelhante no grupo de crianças que apresentaram a mesma discordância para as variáveis avaliadas. Discussão: Foi observado que os métodos utilizados para avaliação nutricional de crianças e adolescente com excesso de peso apresentam discordância entre si, reforçando a necessidade de se utilizar mais de uma medida de aferição antropométrica para esta população. Conclusão: O estudo sugere que diferentes medidas utilizadas para avaliar o estado nutricional de crianças e adolescentes divergem do indicador índice de massa corporal por idade, o mais utilizado nesta população, subestimando ou superestimando o excesso de peso.

Citas

Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia. Obesidade na infância e adolescência – Manual de Orientação/Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento Científico de Nutrologia. 3ª. Ed. – São Paulo: SBP. 2019. 236p.

Brasil. Caderneta da criança. Passaporte da cidadania. Ministério da Saúde, Brasília-DF. 2ª Ed, 2020. Disponível em:

ms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderneta_crianca_menino_2ed.pdf>. Acesso em: fevereiro de 2022.

Pitanga FH, Souza AS, Batista GDS, Rocha RER. Estado nutricional de crianças e adolescentes do Brasil: uma revisão bibliográfica sistemática. Brazilian Journal of Development 2021;7(5):46676-46695.

Sociedade Brasileira de Pediatria.Departamento de Nutrologia. Manual de orientação: avaliação nutricional da criança e do adolescente.Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento Científico de Nutrologia. 2ª Ed.atualizada. São Paulo: SBP. 2021. 120p.

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Diretrizes brasileiras de obesidade. 4ª Ed. – São

Paulo: ABESO. 2016. 186p.

Leone C, Nascimento VG, Silva JPC, Bertoli CJ. Razão cintura/estatura: marcador de alteração nutricional em pré-escolares. Journal of Human Growth and Development 2014;24(3):289-294.

Reis GMS, Araújo SM, Medeiros JMB, Menezes AFA. Razão cintura/estatura e indicadores antropométricos de adiposidade. BRASPEN J. 2018;33(4):435-439.

Abep. Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de Classificação Econômica Brasil.IBOPE. 2018. Disponível em:

<https://www.abep.org/criterio-brasil>. Acesso em: janeiro de 2018.

Frisancho AR. Anthropometric standards for the assessment of growth and nutritional status. University of Michigan Press: Ann

Arbor;1990.

Vidal S, Silva S, Martins S, Santos Y, Fernandes A, Lebres VF. Indicadores antropométricos em adolescentes-correlação e concordância. Rev Jr Invest. 2018;5(1):43-84.

Fernández-Trapote E, Gardel-Ferrer A, Carracedo J, Alaminos A, Marrodán MD. Concordancia entre índice de masa corporal y porcentaje de grasa para el diagnóstico de la obesidad en adolescentes españoles. Nutr Clín Diet Hosp 2022;42(supl.1):88-89. DOI: 10.12873/412022supl1

Román EM, Aballay LR, Dipierri JE, Alfaro EL. Correlación y concordancia entre índice de masa corporal y grasa corporal en adolescentes residentes a distintos niveles altitudinales. Rev Arg Antrop Biol. 2022; 24(1):1-14.

Oliosa PR, Zaniqueli DA, Barbosa MCR, Mill JG. Relação entre composição corporal e dislipidemias em crianças e adolescentes.

Ciências e saúde coletiva 2019;24(10):3743-3752.

Enes CC, Silva JR. Associação entre excesso de peso e alterações lipídicas em adolescentes. Ciências e saúde coletiva 2018;

(12):4055-4063.

Montenegro J, Espinoza RV, Alul LU, Portella DL, Rocha CL, Arruda M et al. Crecimiento físico y composición corporal de jóvenes beisbolistas brasileros por edad cronológica y estado de madurez. Nutr Clín Diet Hosp 2021;41(3):178-184.

Quadros TMB, Gordia AP, Silva RCR, Silva LR. Predictive capacity of anthropometric indicators for dyslipidemia screening in children and adolescents. J Pediatr 2015;91(5):455-463.

Zaid M, Ameer F, Munir R,Rashid R, Farooq N, Hasnain S, et al.Correction to: anthropometric and metabolic indices in assessment of type and severity of dyslipidemia. J Physiol Anthropol. 2017;36(1):40.

Publicado

2022-08-25

Cómo citar

da Silva Bezerra, E. ., Macêdo Lima Correia, E. ., Neves de Morais, C. ., Carla Lacerda da Cruz, L. ., Siqueira de Almeida, S. ., & Silva Augusto de Andrade, E. . (2022). Concordância entre medidas antropométricas e perfil lipídico aplicados na avaliação nutricional de crianças e adolescentes com excesso de peso. Nutrición Clínica Y Dietética Hospitalaria, 42(3). https://doi.org/10.12873/423andrade

Número

Sección

Artículos originales

Categorías